Português errado não é excitante

Postado em 12/08/2010 / Por Marcus Vinicius

Falar errado é terrível. Não tem beleza ou tesão que resista a um "ni min" ou então "menas", mas ainda que seja - esse pessoal diria "seje" - mais incômodo, os erros grosseiros do português falado formam apenas a parte mais visível do assassinato diário do idioma.

Não estou nem falando de erudições ou algum tipo de correção gramatical a la professor Pasquale, estou falando de coisas simples como evitar dizer que vai atender "uma" telefonema. Tem quem se incomode com mais, tipo usar "mim" no lugar de "eu". Confesso que nem me assusto, fica meio indígena, naturalista, e nem incomoda tanto quanto um "tauba", mas é sempre desejável procurar melhorar.

O gerundismo, praga do telemarketing, é irritante, é quase um dois-neurônios-detector, mas também tenho certeza de que assusta bem menos do que um "as criança" ou então pronunciar o "g" como se fosse "z" e falar "vou soltar pipa na laze".

Certas coisas então transformam qualquer mulher linda numa desdentada em questão de segundos, quer exemplos? Não sei qual dos dois é pior: falar "eu ouvo" ou errar o plural de ovos e dizer "ôvos".

Só que na redação a coisa fica mais feia ainda, porque pequenos detalhes que passam despercebidos na fala tornam-se verdadeiros outdoors da subliteratice quando viram peça escrita.

Preciso confessar que me assusto e não consigo nem me concentrar mais na mensagem se leio um "você está ocuLpado?" durante uma conversa no msn ou quando me perguntam se estão "Encomodando".

Nem vou mencionar o miguxês e o internetês, porque esses são os campeões da imbecilidade linguística. Coisas como "U inTeRnetes é un efeto da globalizassaum" por mim merecem castração compulsória. Não podemos correr o risco de deixar essa estirpe procriar.

Brincadeiras de lado, não custa a pessoa dar uma caprichada, ler um pouco e em último caso consultar o Google mesmo, porque certos erros - como eu falei no início - até passam, mas tem coisa que é imperdoável.

Imagina você de conversa com alguém, na maior paquerinha internética, e de repente lança ou lê um "I ai? A genti podia resolve isso no moteu, neah?".

Falando muito sério: isso não é excitante. É pior do que cueca furada e calcinha bege.

11 Comentários:

Biel postou 12 de agosto de 2010 10:10

Por mais inevitavel que sejam as abreviaturas de vez em quando.. chega uma hora que passam dos limites esses jovens da internet.

"eo" "ki".. Putz.. ja me broxaram tantas vezes

é tenso.. mas ainda existe gente que escreve descentemente.

Bom post :]

Mariana postou 12 de agosto de 2010 10:31

Hoje mesmo eu estava na faculdade, último período de Direito e uma PROFESSORA conseguiu falar as palavras mais irritantes do vocabulário: ''menas'' e ''própio''. Por um lapso temporal eu pensei estar ouvindo errado, pois vindo de uma Doutora, é algo meio assustador de ser ouvido. Acredito que nos dias atuais, as crianças estão crescendo ''dentro'' da internet, o que tornará esses erros absurdos de português cada vez mais frequente e corriqueiro.
E concordando com sua opinião e dando ênfase mais uma vez, qualquer pessoa, por mais linda e divertida que seja, falando e/ou escrevendo errado, não tem como aguentar! =*

Mariana postou 12 de agosto de 2010 10:33

Hoje mesmo eu estava na faculdade, último período de Direito e uma PROFESSORA conseguiu falar as palavras mais irritantes do vocabulário: ''menas'' e ''própio''. Por um lapso temporal eu pensei estar ouvindo errado, pois vindo de uma Doutora, é algo meio assustador de ser ouvido. Acredito que nos dias atuais, as crianças estão crescendo ''dentro'' da internet, o que tornará esses erros absurdos de português cada vez mais frequente e corriqueiro.
E concordando com sua opinião e dando ênfase mais uma vez, qualquer pessoa, por mais linda e divertida que seja, falando e/ou escrevendo errado, não tem como aguentar! =*

André Luís postou 12 de agosto de 2010 10:43

Confesso que fico preocupado com os meus comentários, sou lesado e displicente, me perco sempre.
Mas, escrever no espaço dos outros é uma responsabilidade, acho que é falta de respeito pelo menos não tentar corrigir,

Fabiano R Battaglin postou 12 de agosto de 2010 10:45

MSN e twitter são lugares onde eu normalmente não me importo com gramática ou ortografia.
Mas estas psedo-linguas de "ushahushasaush" já andam me causando problemas de erecção.

Ruth Steinas postou 12 de agosto de 2010 11:01

Eu concordo plenamente, erros de português são mais broxantes que lingerie feia e cueca furada. As abreviações da internet me irritam completamente, uma palavra ou outra tudo bem, mas TUDO não dá. Levando em conta que muitas delas nem são abreviações, quando que "neah" é abreviação de "né"? O pior é que os jovens de hoje não aprendem a escrever e nem ler. Se pegar a redação de um universitário tenho absoluta certeza que ficará com vergonha alheia, eu normalmente fico... esse é o futuro do país !!

Beijos,

Vitor postou 12 de agosto de 2010 11:26

Aonde e Onde são coisas diferentes. Confira o post anterior a esse.
Gerundismo há o certo e o errado. Tenho certeza que sua crítica é somente para aquele gerúndio aplicado no futuro, "vou estar fazendo", que em português não existe.

Mas, na verdade, o buraco é mais embaixo... Conzinha, galfo, entre outros... Isso é problema da educação básica. Papo pra mais de metro :)

Gustavo Ca postou 12 de agosto de 2010 11:32

É quando parece que a pessoa SE ESFORÇA pra falar/escrever errado. Vc vê que é alguém cuja vida lhe deu oportunidade de frequentar uma escola, mas tá lá com sua linguagem toda torta. Desvia mesmo a atenção, e dá um desgosto enorme, senão vergonha, às vezes raiva. Pior ainda é quando, além de teclar errado, acham bonito! Encher as palavras de letras a mais, K, H, X, assim naum dah neah..

Isabel postou 12 de agosto de 2010 12:47

Quel o problema de calcinha bege???? rsss

Ótimo texto.

Beijos

Luana postou 12 de agosto de 2010 20:35

Isso porque faltou você comentar sobre o MAS e o A GENTE. Já cansei de ler "agente ia pro cinema mais resolveu ir pra praia". MAS e MAIS não são a mesma coisa! A GENTE é separado, senão nem agente de policia resolve esse erro. =p

Old Lady River postou 13 de agosto de 2010 21:32

Ótimo texto...
Abraços.

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo